2014 Resenhas Soul

Lee Fields – Emma Jean (2014)

Ao um só tempo tempo moderno e retrô, Lee Fields prossegue divulgando trabalhos impecáveis na Soul Music

por brunochair

Curiosa a capa do novo disco de Lee Fiels, Emma Jean (homenagem a falecida mãe do cantor): diante da neve, o cantor olha para um horizonte desconhecido, com os pés em cima de um galho seco. Pois essa é a postura do cantor frente ao cenário musical que segue como rumo. O Soul, antes tão apreciado e cultivado por diversas vozes, como Marvin Gaye, Otis Reading, Syl Johnson, Bill Withers, Billy Paul e tantos outros, hoje tem espaço bastante reduzido na cena americana. Poucas vozes ainda aparecem como “resistência” neste universo, estando nele e em Bobby Womack os cantores da velha guarda que ainda permanecem criativos, consistentes.

Lee Fields, na época áurea do soul, não obteve tanto sucesso quanto seus pares. O cantor era comparado com James Brown, tanto em relação a sua aparência quanto no tom de voz. Quando o Soul teve seu período de baixa, assim como toda a black music americana dos anos setenta (sendo a gravadora Motown uma das responsáveis por fomentar os variados estilos musicais da época) Lee Fields também desapareceu. No entanto, ele continuava por aí fazendo seus shows pelo Estado da Carolina do Norte.

Ressurge, em 2009, Lee Fields. A responsabilidade por resgatar essa importante figura do soul é da gravadora Truth and Soul Records. Apostaram no potencial do cantor enquanto compositor e intérprete. E, para dar maior vazão às suas músicas, soma a Lee Fields a banda The Expressions, que é composta por jovens instrumentistas de grande capacidade. Percebe-se isso tanto na qualidade das gravações quanto nos shows ao vivo, da possibilidade que estes músicos dão a Lee Fields poder entregar-se, de fato.

Com o The Expressions, Lee Fields está em seu terceiro álbum: o primeiro, em 2009, foi My World. Em 2012 temos Faithful Man, apontado por muitos como um dos melhores álbuns daquele ano. E agora, em 2014, Emma Jean. Bom, mas afinal, o que Lee Fields cria de tão diversificado para figurar hoje como um dos sobreviventes do Soul? Primeiramente, a música de Lee Fields tem esse espírito retrô; mas, ao mesmo tempo, em nenhum momento está somente ali no passado. O cantor se reinventa, a banda cria arranjos muito bons para a música. Acrescido a isso, temos as letras que o cantor produz, sinceras e diretas, que falam sobre a problemática de um homem comum. Há uma identificação do público com Lee Fields.

A diferença entre o penúltimo álbum (Faithful Man) e Emma Jean está nas próprias canções: no novo álbum, as temáticas são um pouco mais leves, em consequência até o arranjo fica mais solto, transitando pela elegância do vocal preciso e rasgado do cantor. No entanto, Emma Jean também surpreende, pois segue com as três primeiras canções em ritmo bastante lento, levando o ouvinte a acreditar que o restante do álbum será assim. Mas, não. Temos músicas em ritmo mais acelerado, com a presença de metais e com o cantor mostrando toda a sua versatilidade. É um álbum que não possui o impacto do anterior, mas o sucede com qualidade e “expressão”.

Canta pouco, o menino de 63 anos?

Termino esta resenha relembrando rapidamente que pude assistir pessoalmente esta voz. Em 2013, na Virada Cultural Paulista do Sesc de São Carlos, os presentes puderam ver Lee Fields interpretando suas músicas com paixão e sutileza, e mostrando porquê tem muito ainda a acrescentar ao Soul. Sua presença de palco é fora de série, ele arregala os olhos para a plateia, dança, pede para algumas moças subirem ao palco e cantarem com ele… enfim, um show impecável e com um clima excelente. Vida longa a Lee Fields!

5 comentários em “Lee Fields – Emma Jean (2014)

  1. Pingback: Curtis Harding – Soul Power (2014) | Escuta Essa!

  2. Pingback: St. Paul & The Broken Bones – Half the City (2014) | Escuta Essa!

  3. Pingback: Steve Earle & The Dukes – Terraplane (2015) | Escuta Essa!

  4. Pingback: Bixiga 70 – Bixiga 70 III | Escuta Essa!

  5. Pingback: Leon Bridges – Coming Home (2015) | Escuta Essa!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: