2015 Folk Funk Pop Resenhas Rock

Stereophonics – Keep The Village Alive (2015)

stereophonics keep the village alive

Manter o vilarejo (e o britpop) vivos

por brunochair

Manter o vilarejo vivo. Em uma tradução bem grosseira para a nossa língua nativa (o português brasileiro), esta é a ideia principal que norteia o nono álbum de estúdio do Stereophonics. Uma típica concepção saudosista daquilo que a cidade pequena foi, e hoje não é mais. As tradições, as histórias, as pessoas que fazem a história e constam estórias (afinal, nem sempre a história contada é a história vivida).

Resgatar um pouco de todo esse clima é a intenção do Kelly Jones, frontman e principal compositor musical do Stereophonics. A banda, que despontou em fins de década de 90 no cenário musical inglês, é proveniente do Sul do País de Gales, numa cidade chamada Cwmaman. Personagens, histórias e memórias entrelaçam passado e presente: o humilde rapaz de um pequeno vilarejo, o cantor de uma banda mundialmente conhecida.

Mas este anacronismo não chega a incomodar. As reminiscências não são melancólicas e confessionais, pelo contrário. O disco contém certas doses de ironia e desprendimento. O vilarejo acaba por se tornar um espaço público, possível de ser habitado por qualquer um. E talvez daí venha a capacidade de Kelly Jones de não somente observar o espaço que já foi seu, haja vista que tornou-se músico viajado e conhecedor de vários vilarejos, locais de pertencimento e não pertencimento.

stereophonics keep the village alive2

Se a intenção do disco é esse olhar sensível para uma linguagem local, a sonoridade escolhida procura abarcar o universal. O Stereophonics, banda que está com mais de duas décadas de existência, alcançou uma consistência musical bastante interessante que, aliada a um resgate da musicalidade dos primeiros discos, fez produzir o melhor disco da banda desde Language. Sex. Violence. Other?, de 2005.

Aliás, e apenas a título de curiosidade, o Stereophonics figura numa seleta lista de bandas que conseguiram alcançar o número 1 das listas do Reino Unido com cinco álbuns consecutivos. As outras bandas que obtiveram tamanho êxito foram nada mais que Beatles, Led Zeppelin, ABBA, Genesis, Oasis, Blur e U2. Nada mal, hein? O último dos discos número 1 é Pull The Pin, de 2007. Ainda que a banda tenha experimentado um declínio sonoro e de receptividade por parte da crítica, as vendagens dos álbuns continua bastante significativo, demonstrando a popularidade do Stereophonics ante o público inglês.

Mas, voltando às músicas de Keep The Village Alive: nota-se o cuidado da banda em produzir um material que consiga agradar aos ouvintes da britpop. Afinal, o Stereophonics é um remanescente do período, e boa parte da discografia do grupo atende a esse apelo do estilo, surgido em fins da década de 90. Músicas com uma pegada rock’n roll como “C’est La vie” (punk estilo Sex Pistols), “Single Little Sister” (com influência da funk music) demonstram que a banda pensou em registros que fossem poderosos ao vivo.

A banda, conhecida por produzir baladas, também não decepcionou neste sentido. A segunda música do disco, chamada “White Lies”, nos faz relembrar boas músicas do U2 na época do Joshua Tree. “Song For The Summer” já parte para uma sonoridade mais folk acústico, enquanto “Mr and Mrs Smith” já tem uma familiaridade com Bruce Springsteen. Nas bonus tracks, há um excerto de uma música que faz lembrar muito “Every little thing she does is magic”, do Police, que é a música “Ancient Rome”.

Enfim, Keep The Village Alive possui boas ideias – sonoras e ideológicas. Não é dos discos mais inovadores deste ano, mas para quem sente falta de um som analógico nesse mar de experiências synths e bandas indie, o pop rock tradicional (e ainda portando alguns lampejos de criatividade) do Stereophonics é uma boa pedida.

Anúncios

2 comentários em “Stereophonics – Keep The Village Alive (2015)

  1. Pingback: Pinegrove – Cardinal (2016) | Escuta Essa!

  2. Muito bom!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: