2015 Indie Resenhas Rock

Turnover – Peripheral Vision (2015)

turnover - peripheral vision

Quando o punk encontra o indie

por brunochair

Turnover é uma banda de Virginia Beach (EUA) criada em 2009 pelos irmãos Getz, o baterista Casey e o vocalista e guitarrista Austin Getz. Após algumas demos lançadas em 2009 e 2011, a banda lançou o primeiro álbum em 2013, chamado Magnolia. E o então primeiro disco do Turnover trazia referências musicais muito nítidas, referências estas que a banda acumulou ao longo destes quatro anos: um punk pop que, em alguns momentos das músicas, não poupa no peso de guitarra e bateria, mas que faz de tudo isso algo bonito, lírico.

Porém, notava-se ali e aqui um certo flerte da banda para com a cena indie, algo que ficou bastante evidente em Peripheral Vision, o novo disco da banda – lançado em 2015. Neste disco, o Turnover mergulha de cabeça numa sonoridade mais alternativa, o que vem a somar (ou descaracterizar?) o que havia de punk ali. O disco é cheio de atmosferas, de reverbs na guitarra, um certo cuidado na modulação do vocal e menos peso… bem menos peso nas baquetas de Casey Getz.

Em uma das primeiras resenhas deste blog, escrevi o porquê de considerar Atlas, do Real State, um álbum conceitual. Pois em Peripheral Vision este mesmo fenômeno ocorre, em razão do disco trazer um conceito bem interessante de atmosfera, que está presente em cada música. Não há “deslize” do Turnover em nenhuma canção do disco: todas interessantes, todas apontando nesta mesma direção de uma banda que parece vir de um outro lugar e aporta no indie com referências bastante interessantes, trazendo algo de Echo & The Bunnymen e Smiths, mas também do Real State e do The War on Drugs.

A produção do disco ficou por conta de Will Yip, que é conhecido (e tem sido muito requisitado) no cenário musical por provocar as bandas a tentarem uma sonoridade distinta daquela que vinham produzindo, sobretudo algo mais próximo da  música alternativa. Portanto, para quem curte uma mescla de estilos, uma banda que sai do punk para flertar com outros estilos e referências musicais, vale a pena ouvir o novo disco do Turnover.

Melhores músicas: “New Scream”, “Hello Euphoria”, “Take My Head” e “I Would Hate You If I Could”.

turnover-new-promo

Anúncios

1 comentário em “Turnover – Peripheral Vision (2015)

  1. Pingback: Superheaven – Ours is Chrome (2015) | Escuta Essa!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: