2016 Folk Indie Pop r&b Soul

Michael Kiwanuka – Love & Hate

Britânico arrisca em seu segundo álbum, criando algo bastante diferente do antecessor

por brunochair

Michael Kiwanuka nos deixou mal acostumados. Após o lançamento e o sucesso de Home Again, a crítica especializada e o público ouvinte atento logo colocaram o álbum como uma das pérolas obrigatórias destes anos ’10. Folk e soul dos anos 70, que ganham um brilho maior com a contundente voz de Kiwanuka. Para os admiradores de soul e folk das antigas, o álbum é uma revisita ao passado.

E ele nos deixou mal acostumados por conta disso: esperávamos, com o disco seguinte, uma sequência de Home Again. Um repeteco. Aquela mesma combinação de arranjos, letras e voz. Em time que está ganhando não se mexe? Não necessariamente. Já falamos sobre isso quando resenhamos o álbum do Night Beds, e aqui retornamos ao assunto: Kiwanuka quis partir para algo completamente distinto, em Love & Hate. A simplicidade, o “cada coisa em seu lugar” deram lugar a um segundo álbum em que o cantor e compositor prefere arriscar muito mais.

“Cold Little Heart”, música que abre o disco, tem quase dez minutos de duração. Os primeiros cinco minutos são basicamente instrumentais, e apresentam uma introspecção não encontrada em Home Again. A música flui numa mistura de Pink Floyd (passeio gilmouriano), Isaac Hayes e Black Keys. Ou seja, na mesma música temos a influência do rock progressivo, do soul e do indie, reelaborados pela própria perspectiva (neste álbum, bastante melancólica) de Kiwanuka.

michael kiwanuka love and hate2.jpg

“Black Man in a White World” foi lançada em forma de single, e acendeu um sinal de alerta neste resenhista que vos digita quando da audição. Foi o primeiro e impactante “encontro” com o atual Kiwanuka, o que me fez pensar no que viria a seguir. Na disposição dentro do álbum, não parece encaixar tão bem na melancolia da música intro – parece ter um buraco entre elas, uma falha na sequência.

“Falling” já resgata essa melancolia de “Cold Little Heart”, com um soul sad bastante arrastadinho. Seguida dela, “Place I Belong”, que se destaca pelo seu belo arranjo de cordas que aparece por entre a melodia. “Love & Hate”, a canção que dá nome ao disco e apresenta aquele tipo de dicotomia insolúvel e impactante, também possui um tamanho considerável para um artista pop: sete minutos de duração. O grande ponto alto da música é o solo de guitarra de Kiwanuka que aparece lá pelos cinco minutos, e comprovam o quanto o artista britânico de origem ugandense tem familiaridade e destreza no uso deste instrumento.

E as músicas seguem (são 10) no ritmo deste coração gelado da capa: nunca felizes, corais e arranjos orquestrados são panos de fundo para a voz de Kiwanuka. “The Final Frame”, a música que encerra o disco, é uma belíssima canção, em que mais uma vez a guitarra do artista diz tanto quanto qualquer emulação de voz.  Talvez seja a música que afasta um pouco essa melancolia e frieza que pairam sobre o álbum, e por ter esse diferencial acaba se destacando.

Para produzir Love & Hate, Michael Kiwanuka escalou Danger Mouse (conhecido pelos seus trabalhos com Ce Lo Green, U2, Red Hot Chilli Peppers). Com isso, acreditamos que o álbum tenha ganhado um aspecto mais atual e moderno, o que parece ser um fuga da própria caricatura de um artista (no caso, Kiwanuka) que faz músicas bonitas reverenciando o passado. A proposta estética era outra, que fica bem clara no decorrer das dez músicas do disco. Ainda que Love & Hate tenha apresentado algumas irregularidades e falhas de sequência, trata-se de um álbum corajoso de um artista que parece ter muito a oferecer para a música. Só não sabemos o que virá, depois de trabalhos tão intensos e distintos entre si.

michael kiwanuka love and hate3.jpg

1 comentário em “Michael Kiwanuka – Love & Hate

  1. Pingback: St. Paul & Broken Bones – Sea Of Noise (2016) | Escuta Essa!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: