2016 Pop Reggae Resenhas

MAGIC! – Primary Colours (2016)

Superficial e não acrescenta muito ao que já existe no pop atual

Por Gabriel Sacramento

Você já deve ter lido em muitos textos aqui no Escuta Essa álbuns pop que apresentam problemas semelhantes: falta de ousadia, profundidade e de uma impressão mais forte, que nos faça querer continuar a ouvir várias vezes o mesmo disco. Esses problemas são recorrentes em discos pop atuais e transmitem o desejo exasperado dos artistas por sucesso e fama.

Vale ressaltar que não há nenhum problema entre os resenhistas deste blog e os discos populares, pois buscamos ouvir de tudo sem preconceito para tecer comentários racionais e inteligentes. Mas tratam-se de fatores negativos que têm aparecido em diversos álbuns e precisam ser pontuados nas análises.

magic_2016_1

Feita essa consideração, vamos à análise: O grupo Magic! lançou mais um álbum, uma continuação do primeiro, Don’t Kill The Magic (2014). Musicalmente, a banda aposta no reggae fusion – um mix de reggae com outros estilos, como pop e R&B – do disco anterior, sem muito de novo ou que possa surpreender.

“Have It All” abre com tudo, trazendo um clima tropical ao trabalho. É uma música bem alegre, com melodias dosadas e com alguns coros típicos. Daí vem uma série de canções mais focadas no reggae do primeiro álbum: “Lay You Down Easy”, “Red Dress”, “Dance Monkey” e “The Way God Made Me”. Todas que seguem muito bem a fórmula que deu certo com o hit “Rude” de 2014.

A banda tenta alguns elementos diferentes, como em “Gloria”, que tem um quê de ABBA, mas a canção exagera na sacarose, principalmente no refrão. Já a faixa-título soa bem rasa, padronizada, sem nada de novo ou interessante para se ouvir.

Os únicos grandes momentos de Primary Colours aparecem quando a banda abre mão da instrumentação cheia e preza pelo simples, como em “No Regrets”, com um violão bem executado e vocais suaves e precisos. A outra grande faixa é “I Need You”, calcada no piano e interpretada com muito feeling pelo vocalista Nasri. Soa como um pedido desesperado do eu-lírico que precisa de quem ama e o cantor consegue transmitir esse sentmento com sucesso.

No geral, o álbum é mais um lançamento que segue a fórmula pop padrão. A banda se mostra um pouco acomodada, investindo nas mesmas (e manjadas) ideias que exploraram no disco de estreia, sem se preocupar em trazer algo mais marcante e/ou diferente. Ouvimos várias referências ao que banda fez com “Rude”, transmitindo a sensação de “já ouvi isso antes”. Além disso, tudo é muito acessível e consequentemente um pouco superficial. Por preferir clichês em grande parte das canções, a banda perde a chance de fazer algo mais profundo e memorável. Falta, assim, ousadia para assumir riscos.

Apostar no confortável não é errado. É até compreensível. Uma vez que deu certo, a tendência das bandas é continuar a fazer o que deu resultado. O problema dos canadenses do Mgic! é esgotar todas as forças tentando reciclar as mesmas ideias do disco de estreia, sem criar nada muito significativo e marcante que faça do segundo uma obra destacável. Por isso, Primary Colours pode ser entendido como um “Don’t Kill The Magic 2”, uma mera seleção de músicas que não entrou no début, e não como um álbum novo com novas ideias.

Primary Colours é pop feito para tocar nas rádios no mundo afora que acaba não acrescentando muita coisa relevante para a carreira do grupo nem para o que já sendo produzido no pop atualmente por outros artistas. A superficialidade é evidente e prejudica o álbum. Recomendo o disco se você quiser se divertir apenas, com algo fácil e dançante. Mas não acredito que vai querer continuar ouvindo por muito tempo.

magic_2016_2

4 comentários em “MAGIC! – Primary Colours (2016)

  1. Pingback: Kaiser Chiefs – Stay Together (2016) | Escuta Essa!

  2. Pingback: OneRepublic – Oh My My (2016) | Escuta Essa!

  3. Pingback: 13 Reasons Why – A Trilha Sonora (2017) | Escuta Essa!

  4. Pingback: Portugal. The Man – Woodstock (2017) | Escuta Essa!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: