2016 Folk Indie Pop Resenhas

Passenger – Young As The Morning Old As The Sea (2016)

Carreira solo de Mike Rosenberg continua rendendo bons trabalhos

Por Gabriel Sacramento

Desde que sua banda acabou e ele tomou o nome do grupo para si mesmo (Passenger), Mike Rosenberg vem fazendo um ótimo trabalho e provando que pode se virar sozinho. Mais ou menos como Kevin Morby, que em seu novo disco deixou claro que é capaz de agradar e fazer um som interessante mesmo sem a antiga banda. Aliás, cantar sozinho tem muito a ver com o tipo de som que ambos fazem, um folk mesclado com indie e com um quê de pop.

Mesmo tendo um pouco de pop, a sonoridade do Passenger não é fácil. Para muitos, pode soar arrastado demais, se estiverem acostumados com os ritmos animados e pra cima que são típicos da maioria das produções pop. O pop aparece meio tímido, envolvido em todo o clima folk.

passenger_2016

A música dele chegou aos ouvidos deste resenhista com Whispers, de 2014. A princípio, sua voz peculiar me fez estranhar sua música, mas logo depois consegui entender a proposta sonora e como o vocal dele se encaixava perfeitamente nela.

Seu novo álbum, Young As The Morning Old As The Sea, foi gravado na Austrália e na Nova Zelândia, assim como no país de origem do cantor, Inglaterra. Uma viagem para a Nova Zelândia teria inspirado Rosenberg a gravar o novo álbum tratando de temas como relacionamentos, o passar do tempo e suas consequências para as pessoas e para o mundo como um todo. “Everything” abre o disco mostrando que, mesmo tendo sido gravado fora, Passenger está em casa com o novo trabalho. A sonoridade é pop, com melodias proeminentes de piano, mas com violões adornando, preenchendo e reforçando o aspecto folk. “If You Go” segue a mesma levada, calma, calçada no violão e com melodias superagradáveis.

“Anywhere” traz uma guitarra bem limpa na introdução e um andamento mais animado. “Somebody’s Love” é introduzida por um clima floydiano com a guitarra surgindo em fade-in junto de uma atmosfera arrastada, conduzida por um baixo forte. Possui um bom refrão, mais climático e com melodias mais graves. A faixa-título começa com um arranjo fantástico de violão. Assim como em “Somebody’s Love”, Passenger canta melodias mais graves, com um apelo menos pop, mas que ajudam sua voz a imergir em meio ao clima criado pelo instrumental. “Beautiful Birds”, com a cantora Birdy, é acústica e as vozes se comunicam tão bem entre si quanto com os instrumentos ao fundo. Ninguém rouba a cena ou aparece mais, há uma simbiose que coopera com a faixa, com todos os elementos em equilíbrio.

Aliás, equilíbrio é algo que a música do Passenger evoca. Em Young As The Morning…, ele se permite viajar e ir mais fundo nos climas e atmosferas com seu folk sem perder o jeito acessível de suas composições. Tudo está muito bem balanceado e no seu lugar. Sua música soa tranquilo, deixando claro que ele prefere a serenidade à correria.

A economia de elementos é outro fator importante a se considerar. Passenger não precisa de muita coisa (nem de muita gente) para mostrar sua música e seu talento. A simplicidade é usada como recurso importante para sua expressão musical. A solidão e introspecção, típicos de um cantor folk, estão presentes e compõe um dos pontos altos do álbum e da musicalidade de Mike Rosenberg.

Embora não haja nenhum hit bombástico como “Let Her Go” de 2012 – faixa responsável pelo sucesso do cantor –, o disco é bem coeso e cada faixa coopera com a experiência da audição. As canções não são totalmente individuais e isso é outro ponto positivo: elas se conectam entre si e reforçam a busca do Passenger pela beleza que mora na serenidade.

Folk pop, climático e bonito. Rosenberg mostra mais uma vez que seu trabalho solo deu certo e continua rendendo bons trabalhos.

passenger_2

Anúncios

2 comentários em “Passenger – Young As The Morning Old As The Sea (2016)

  1. Pingback: James Blunt – Afterlove (2017) | Escuta Essa!

  2. Pingback: Passenger – The Boy Who Cried Wolf (2017) | Escuta Essa!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: