2017 Folk Indie Resenhas

Jesca Hoop – Memories Are Now (2017)

Um folk esquisito que pode ser apreciado em diversos lugares do mundo

Por Gabriel Sacramento

Recentemente, falei sobre o novo álbum da Julie Byrne, que apresentou um folk contemplativo, intimista e tímido, que agrada e cativa por essas características idiossincráticas marcantes. Dessa vez, trago um folk universalizado, eclético, diversificado e esquisito. Jesca Hoop faz esse tipo de som, avançando com criatividade por caminhos desconhecidos em viagens que revelam grandes surpresas.

Hoop voltou a trabalhar com Blake Mills (o último trabalho com ele foi em 2012), produtor que tem assinado vários bons trabalhos recentemente. Mills produziu o Alabama Shakes – que rendeu uma indicação ao Grammy – e o mais recente (e ótimo) álbum de John Legend. Também produziu o preciso We’re All Gonna Die do Dawes, um grupo que faz folk, só que mais pop e acessível, com flertes explícitos com o rock. Mills sabe bem trabalhar as esquisitices em cada álbum, explorando texturas e timbres diferentes que ao mesmo tempo em que reforçam a identidade do artista, tornam a musicalidade deles fora da caixa e, mesmo assim, marcante.

jesca_hoop_3

Comparando com o Dawes, Jesca Hoop soa ainda mais estranha, menos psicodélica, mas com uma ênfase em um quê universalista: pensamos em gêneros regionais de diferentes partes do globo ao ouvir Memories Are Now. Esse universalismo não é tão evidente quanto na obra do Thievery Corporation, mas se faz presente implicitamente, permitindo ao ouvinte que o perceba quase que como uma elevação espiritual no momento da audição.

Blake Mills também sabe bem trabalhar com detalhes esparsos nos arranjos, mas que conduzem as faixas a um estado de quietude hipnótica que reforça o que há de esquisito no som de Jesca, fazendo o álbum soar tão bom quanto único. A faixa-título possui esses elementos econômicos na base e compensa a falta de instrumentação com vozes e coros muito bem colocados. É quase impossível não associar com sertanejo brasileiro as vozes harmonizadas de “Simon Says”, o que reforça o fator universal. Ou seja, a música de Jesca talvez não soe estranha se ouvida em outros lugares, fora dos Estados Unidos. “Animal Kingdom Chaotic” parece evocar algum tipo de estrangeirismo, mesmo não sendo tão fácil identificar a referência. “Pegasi” traz ênfase no timbre juvenil de Jesca e no violão impecavelmente dedilhado executando uma harmonia sofisticada e charmosa.

Com uma produção bem cuidadosa, Memories Are Now mostra-se um álbum que impressiona e guia o ouvinte por caminhos diferentes e interessantes a cada audição. Jesca Hoop sabe fazer um folk mais óbvio quando quer também, mas vai do folk intimista e solitário ao folk esquisito (freak folk, se preferir), deixando vários toques de música estrangeira espalhados por todo o álbum – como uma deliciosa cereja em um bolo. Mas você não perceberá todas em nuances perfeitamente em uma audição corrida. Esse tipo de som é exigente, requer muito mais do que simplesmente uma atenção dividida com outras tarefas, bem como requer mais que uma audição para pegar todos os detalhes.

Esses elementos estrangeiros não soam tão intencionais como soariam em álbum de world music, mas parecem fazer parte de alguma faceta dentro do conjunto que forma a personalidade da cantora e que ela, meio sem querer, os transmite para nós. Seu caldeirão de referências é bem dosado e trabalhado na produção, de forma a não soar confuso, embora não tão facilmente diferençável.

Hoop não só é um nome interessante a ser observado na cena folk, como é um dos destaques da música não acessível, mas que compensa por seu grande valor artístico. Memories Are Now também é mais um trabalho excelente de Blake Mills,  outro nome que vale acompanhar.

jesca_hoop_2

0 comentário em “Jesca Hoop – Memories Are Now (2017)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: