2017 Indie Pop Resenhas Rock

Temples – Volcano (2017)

Volcano é criativo justamente por afastar alguns fantasmas do passado

por brunochair

Uma das primeiras resenhas escritas neste blog foi para Sun Structures (2014), álbum de estreia da banda inglesa Temples. Numa sonoridade que aliava o indie rock ao dream pop psicodélico, foi um dos debutes mais comentados e surpreendentes daquele ano. Outro fator que chamou a atenção em Sun Structures foram as inúmeras comparações com o Beatles e Tame Impala, muito por conta de algumas canções do Temples possuírem similaridades vocais e harmônicas com as das bandas citadas.

Dito isto, o que esperávamos do álbum seguinte do Temples?  De forma sucinta, aguardávamos que Volcano apresentasse um Temples mais criativo e original, fazendo mais referência a si e menos a artistas consagrados. Essa criatividade poderia vir através de um mergulho ainda maior na psicodelia, no indie rock. Ou, sabe-se lá, uma mudança completa de rumos, dando vazão a novas experiências. Bom, e o que de fato temos?

temples - volcano1.png

Volcano é criativo, mas depende do que podemos compreender como “criativo”. Não houve mudança de rumos: enquanto observamos diversos artistas caminhando para o r&b, para o pop das massas ou para o folk, o Temples continua abraçado ao indie rock – como poucas bandas no mundo. Além do indie rock, a psicodelia continua presente nos efeitos vocais, nos synths, na bateria grandiloquente. A irreverência e a jovialidade continua ali presente, também.

Contudo, o grupo conseguiu extrair tudo o que havia de original em Sun Structures e conseguiu dar novas características, novas possibilidades. Volcano tem mais cara de Temples e menos cara de uma-banda-que-parece-Tame-Impala. Identidade: isso é importante. Ainda que não tenham ido muito além do que já fizeram no disco de estreia, afastar os fantasmas do passado já é um bom começo.

Músicas que merecem destaque: “(I Want To Be Your) Mirror”, “Born Into the Sunset” (a melhor música do disco), “Open Air”, “In My Pocket” e “Strange Or Be Forgotten” (prêmio para a mais diferente). 

1 comentário em “Temples – Volcano (2017)

  1. Pingback: Escuta Essa 37 – Os 15 Melhores Álbuns do Ano Até Agora | Escuta Essa!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: