2017 country Pop Resenhas Rock

Little Big Town – The Breaker (2017)

Quarteto volta a gravar com Jay Joyce e faz som cheio de boas referências, maduro e consistente

Por Gabriel Sacramento

Nos últimos anos, vimos bons exemplos de country pop (como o Eric Church), vimos maus exemplos (como o Keith Urban) e até vimos um novato no gênero chegando com gás e fazendo um bom trabalho (Steven Tyler). A verdade é que chegar no terreno conquistado pelo Garth Brooks para tentar fazer sucesso não é fácil. A probabilidade de se vender e acabar diluindo o som com saídas fáceis é muito grande.

O grande parceiro de Eric Church é Jay Joyce. Produtor renomado na cena de Nashville, Joyce também trabalhou com Carrie Underwood e no último álbum de Zac Brown Band. Além disso, ele vem cooperando com um grupo que impressiona com seus lançamentos e suas buscas por diferentes nuances e identidades: É o Little Big Town. Grupo americano formado por dois cantores e duas cantoras, que começou a carreira lá em 2002, com um country pop romântico, que evoluiu para um country pop roqueiro e flamejante no seu disco de 2014, Pain Killer. A evolução do grupo se deu em grande parte por causa da boa parceria com Jay Joyce. O produtor foi decisivo para mostrar uma veia roqueira que o grupo possuía, bem como dar apoio a jogadas mais ousadas, mas ainda mantendo o som acessível.

Little_Big_Town_3

Depois de Pain Killer, a banda ainda passou por uma fase instável: Em 2016, trabalharam com Pharrel Williams e Justin Timberlake em um álbum que contrasta com o anterior: colorido, pop, pouco country e até dançante. A fase acabou logo e o grupo voltou ao country em The Breaker, assim como voltou para Jay Joyce. Essa busca de identidade da banda, passando por diferentes tipos de sons, acabou enriquecendo a obra e mostrando versatilidade, além de serem bons ao trabalharem com diferentes produtores.

“Happy People” traz um frescor meio folk, junto com os trejeitos country sulistas, reconhecíveis na primeira audição. “Night On Our Side” é encharcada de harmonias vocais apaixonadas. A faixa representa um alívio em relação ao bucolismo da primeira. “Driving Around” mostra um acento roqueiro bem dosado, com efeitos bem futurísticos nos vocais. “Better Man” – escrita pela Taylor Swift – e “Don’t Die Young, Don’t Get Old” são bons exemplos de baladas country pop, feitas para as rádios. “Rollin'” tem uma veia roqueira e alternativa, mostrando que a banda se dá bem passeando por diversos caminhos diferentes. A canção é irresistível e Jay Joyce sabe conduzir bem as vozes para que tudo soe bem encaixado e mantenha o aspecto roqueiro. Já “Free” é uma balada envolta por uma base bem atmosférica e imaginativa.

O novo álbum do Little Big Town deixa claro que a banda não precisa de muito esforço para evidenciar suas diversas facetas. Deixa claro também que a experiência os deixou ainda mais sábios e cuidadosos com seu som e musicalidade. Junto do produtor Jay Joyce, a banda avança na carreira, com um disco maduro e consistente. Ou seja, se precisa de motivos para ouvir o grupo e ser cativado pelo som deles, você os tem de sobra em The Breaker.

Seja pelos timbres diferentes – como a bateria pesada em “Lost in California”, os instrumentos cheios em “Free” e os timbres secos e rurais de “Happy People” – ou pela capacidade de tornar tudo audível e marcante pelas suas próprias características, a produção de Joyce acertou em cheio. O grupo também parece ciente de quem é, depois de todos esses anos, e busca impor isso de forma saudável com seu disco. Eles tem a lógica e também uma espécie de retórica sonora, pois convencem com muita facilidade.

The Breaker não é ousado, nem pretensioso. Mostra a banda se apegando ao seu porto seguro, sem se arriscar demais. Mas ainda assim é aquele mix de referências e detalhes guiado por um desejo de diversificar e expor as influências que formam o vocabulário musical dos quatro membros. Ouça e se deixe levar.

Little_Big_Town_2

0 comentário em “Little Big Town – The Breaker (2017)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: