2017 blues country Pop Resenhas Rock

John Mayer – The Search For Everything (2017)

John Mayer em busca por tudo

A busca por tudo poderia ser o resumo da carreira de Jonh Clayton Mayer. Sete álbuns de estúdio se passaram e ainda não temos certeza sobre o que ele quer ser. Ele já passou pela fase “garoto pop cool”, quando surgiu com o Room For Squares (2001), produzido pelo John Alagía (mesmo cara que produziu o Jason Mraz no início), chegou a flertar fortemente com o blues e nos apresentar uma faceta de guitarrista e vocalista, bem como sua técnica apurada nas seis cordas em Continuum (2006) e em Battle Studies (2009). E então recentemente, começou uma parceria com Don Was (produtor de Willie Nelson, Van Morrison e Jackson Browne), enveredando pelo folk/country em uma fase que, assim como a blueseira, durou dois álbuns – Born and Raised (2012) e Paradise Valley (2013). Finalmente, em seu novo disco (The Search For Evertyhing) Mayer se volta para a inocência pop do seus primórdios.

Vale lembrar que o cantor é muito competente em seus trabalhos. Mesmo que tente várias coisas diferentes, ele consegue chegar a resultados satisfatórios. Foi assim com seus últimos quatro discos, por exemplo. Mas essa crise de identidade acaba por não deixar que ele encontre o seu som e invista mais fortemente em uma direção para obter um resultado mais consistente. The Search For Everything marca a volta da parceria com Pino Palladino e Steve Jordan, que juntos com o Mayer começaram um trio de blues em 2005 e não gravavam juntos desde 2009. A produção do álbum ficou a cargo de Chad Franscoviak, junto com o próprio Mayer. O cantor liberou as faixas aos poucos, dividindo-as em dois EPs – Wave one e Wave two.

john mayer the search for everything3

“Still Feel Like Your Man” abre o álbum trazendo um quê dançante, com guitarras suingadas e ótimas harmonias de vozes no grudento refrão. “Helpless” carrega um pouco de nostalgia da fase mais guitarreira do cantor, com o instrumento na frente de ataque destilando licks e riffs cheios de suingue e um solo bem legal. “Love On The Weekend” traz um clima tranquilão de”fim de tarde de sexta”, que contrasta com as mais dançantes que vieram antes. Temos várias baladas como “In the Blood”, “Changing”, “Never on the Day You Leave”. Para fechar, a singela, infantil e incrivelmente bonita, “You’re Gonna Live Forever in Me”. Temos ainda faixas com acento folk/country como “Roll It On Home” e “Emoji of a Wave” e uma faixa que flerta com o R&B como o Mayer nunca tinha feito antes: “Moving On and Getting Over”.

O cantor americano parece ter sido bastante influenciado por black music ultimamente e percebemos isso em seu novo disco. Ele, que já usou sua guitarra pra solar, tocar riffs de rock, agora usa para fortalecer a noção de ritmo das faixas, engrossando o groove. O que é aliás, mais uma faceta do multifacetado John Mayer. Sua guitarra soa, como sempre, bem timbrada e aparece bem dentro das faixas. O trabalho de timbres do álbum todo lembra os últimos álbuns do Eric Clapton, tudo é muito límpido, solto, leve e confere um bom clima de tranquilidade.

john mayer the search for everything2

The Search For Everything não é um disco ruim. Aponta para várias direções diferentes, mas até isso é feito com muito cuidado e a produção do disco acerta em manter essas direções arrumadas de forma coesa. Nesse álbum, Mayer trouxe um pouco do seu lado guitarrista, seu lado folk, bem como seu lado mais pop do começo da carreira. Se em toda a carreira, isso não foi apresentado de uma forma tão harmônica assim, em TSFE, todas as facetas parecem estar bem conectadas. Ele conseguiu manter a constância de seus trabalhos e lançou mais um, que é interessante e vale a audição. Se, ao final de tudo, o saldo é positivo pelo disco em si, por outro lado, a carreira do americano continua bem imprevisível. O cantor parece que ainda não se encontrou e permanece em busca de algo.

Ou em busca de tudo.

Anúncios

1 comentário em “John Mayer – The Search For Everything (2017)

  1. Pingback: Snoop Dogg – Neva Left (2017) | Escuta Essa!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: