2017 Pop Resenhas

The Vamps – Night & Day (2017)

Som preguiçoso e que não sobrevive ao tempo. De novo

Por Gabriel Sacramento

Lá em 2015, nas primeiras linhas que escrevi para este blog, falei sobre o The Vamps, uma banda britânica pop que rejeita intensamente o rótulo de boyband. O disco deles daquela vez não me agradou e me deixou claramente confuso com relação à essa rejeição que fazem questão de pontuar nas entrevistas – em grande parte para se estabelecerem como uma banda independente e não um mero cover do One Direction. Dezoito meses depois, o destino musical permitiu que aqui estivesse eu novamente para escrever sobre esses garotos e analisar se o tempo os ajudou a amadurecer.

A ideia dos garotos é fazer pop alegre, jovial, propositadamente imaturo e que fale com a galera mais nova que consome músicas menos cerebrais. Natural. No entanto, como tem sido muito provado por aí, há uma linha especialmente tênue entre o pop simples e a falta de criatividade de algo que surpreenda. Mesmo assim, artistas como Shawn Mendes, Ed Sheeran e Rag’n’Bone Man já conseguiram trazer resultados bem convincentes. O que eles fazem é buscar algo que seja diferente da linguagem tipicamente usada, algum ingrediente especial que, quando combinado com a receita padrão, gere uma música que não estranhe os paladares, mas que torne a música um pouco mais sofisticada.

rsz_the_vamps

O novo álbum foi dividido em duas partes, e a primeira foi lançada agora. Ficaram divididas como Night e Day, sendo que este primeiro trabalho é a versão “Night”. Foi a solução que encontraram para não deixar muitas canções fora dos lançamentos oficiais e, ao mesmo tempo, distribuir mais faixas para os fãs. Além disso, liberaram quatro versões deluxe diferentes – o que faz bastante sentido como deluxe -, com posters, faixas exclusivas e um DVD da turnê do álbum anterior.

“Middle of The Night” é a primeira faixa e um dos singles. É o tipo de música pop, cheia de melodias comuns e com um refrão grandioso, daqueles para serem cantados a plenos pulmões pelos fãs enlouquecidos em shows lotados. “All Night” também é marcada pelo ritmo forte e uma grande ênfase no refrão. “Same To You” possui uma atmosfera mais climática e viajante no refrão, mas as melodias não te deixam viajar pra muito longe. “Stay” tem cara de música praieira e de trilha de filme sessão da tarde que aqueles seus primos adolescentes adoram. O único ponto alto do álbum é “Shades On”, uma música que acerta em tudo, desde o ritmo robusto marcado pelo baixo casado com a bateria até os vocais – que tentam algo mais ritmado como um rap na segunda parte -, refrão que, em vez de ser grandiloquente como nas primeiras faixas, investe no suingue e em harmonias com molejo de R&B. Grande faixa.

Se Wake Up era um disco um tanto preguiçoso dos Vamps, Night & Day não muda muito as coisas. A lógica continua exatamente a mesma, intacta e as comparações com boybands permanecem inevitáveis. O fato dos músicos tocarem seus instrumentos não os ajuda muito, pois o resultado é um conjunto líquido de faixas, que passam longe de serem boas amostras de criatividade instrumental. O tal amadurecimento também parece não ter chegado ainda, o que não mina totalmente as expectativas para o futuro, mas aumenta o descrédito da banda.

O que mais pesa contra o novo álbum é o fato da validade das faixas serem muito curtas. Logo um dos principais fatores que costumamos analisar para medir o sucesso de um álbum: a forma o tempo passou para ele, se sobrevive e como. Night & Day perde de cara por ser um disco que não causa (e nem tenta causar) grandes sensações. É só mais um conjunto de faixas alto-astral para momentos bem específicos e um público bem específico.

Ou seja, não foi dessa vez de novo para o quarteto britânico.

the-vamps-live

Anúncios

0 comentário em “The Vamps – Night & Day (2017)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: