2017 Indie MPB Nacional Pop Resenhas

Aline Lessa – Hoje Falo Por Mim (2017)

Aline faz música que expressa esse final decadente de década no Brasil

Por Eder Albergoni

Em 1986, quando Renato Russo entoava “Música Urbana 2”, muito provavelmente ele enxergava a crônica dos dias na alma das pessoas, no clima dos lugares, na luz do fim da tarde, nas efemeridades irrecuperáveis, no ritmo que as mudanças aconteciam. Renato escarrava amenidades das paisagens urbanas. Já em 1995, Fernanda Abreu aproveitou o acontecimento famoso envolvendo um navio e latas cheias de maconha pra lançar “Da Lata” e criar, com uma verve ao mesmo tempo praiana e do morro, uma evolução prática do que representava a cidade pós-Caras Pintadas.

O mesmo pode-se dizer de Ventura (2003), quando Marcelo Camelo e Rodrigo Amarante retratavam, com o mesmo vigor, cenas do começo do milênio arrastando milhares de fãs enlouquecidos que muito provavelmente faziam parte do ameno escarro envernizado com o samba de guitarra da dupla. Mas talvez seja Cícero com Canções de Apartamento (2011) quem melhor defina a comparação mais adequada com essa resenha. Afinal, Cícero lançava o olhar mais atual sobre as transformações mais recentes do nosso modo de viver.

17498598_1423767384363522_7838861942547815373_n

Os cenários contam a história e ditam conceitos em diferentes níveis criativos e até intelectuais. Posicionar a música como retrato de uma cidade, por exemplo, pode servir de turismo. Associar a cidade a nossas conexões de vida, como uma crônica, traz acima de tudo o poder de sentir-se traduzido. É nesse espectro que reproduz a entidade mais urbana possível e nos envolve em suas camadas sentimentais que Hoje Falo Por Mim atua. O segundo disco na carreira solo de Aline Lessa tem produção afiadíssima de Domenico Lancellotti, mais a colaboração de vários nomes de peso que ajudam Aline a projetar sua versão de música urbana e moderna.

O disco traz uma visão bem particular sobre relações interpessoais. Ainda assim, não é preciso morar no Rio de Janeiro pra entender o que ela canta em “Não Sei de Você”. Já na dramática e essencial “Hoje”, ela se aproxima de seus pares contemporâneos, gente como Salma Jô, Tim Bernardes, Alexandre Kumpinski e Hélio Flanders, que fizeram a parte deles e nos brindaram com pequenos clássicos modernos. Debruçada só no piano, Aline constrói em notas, passos que desenham uma cena muito simples em nosso imaginário e nos transporta a um lugar onde toda compreensão pode ser alcançada.

De sutilezas a momentos mais intensos que reverberam referências a Los Hermanos e Moptop, como em “Eu Me Cuido” e “Não Foi Por Mal”, Aline atualiza toda uma parcela importante de artistas cariocas dos anos 2000. O ponto baixo é a maravilhosa versão de “Indiferença”, lançada originalmente em 1996 por Zezé Di Camargo e Luciano. Aline se entrega em alma na interpretação e só não é melhor porque o compositor da música não merece tamanha consideração.

Mesmo que as passagens instrumentais e o apuro técnico do disco sugiram um olhar voltado ao passado, Aline solidifica o que tem sido cantado desde Renato Russo. O bar, o voltar pra casa, a estrada pra fora da cidade, mesmo com momento político fervilhando e sua parceria com Elisio Freitas maneirando no verniz do samba de piano, a perspectiva que integra e não só faz ponte entre lugares e pessoas é o que aprofunda e distancia Hoje Falo Por Mim de “Da Lata” e “Ventura”. A gente ainda não sabe, mas ao confrontar os aspectos mais introspectivos de Cícero, olhando a vida pela janela do apartamento, Aline com a porta de sua casa escancaradamente aberta, pode ter lançado o disco urbano definitivo desse final decadente de década.

Aline Lessa.jpg

Anúncios

0 comentário em “Aline Lessa – Hoje Falo Por Mim (2017)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: