2017 Metal Resenhas Rock

Godspeed You! Black Emperor – Luciferian Towers (2017)

Música para esmagar o Estado e outros opressores

Por Lucas Scaliza

Luciferian Towers não tem segredos. A banda de post-rock instrumental canadense Godspeed You! Black Emperor faz o que já vem fazendo de melhor mais uma vez: despejar toneladas de timbres distorcidos e ruidosos em nossos ouvidos, criando música a partir de jams e de ideias impressivas, barrocas e que causem algum desconforto. Mesmo quando a loucura parece acalmar, pode ter certeza que logo virá mais uma onde de sons que se chocam e se complementam. Se “Undoing a Luciferian Towers” tem um efeito onírico, “Bosses Hang, Pt. III” é como um maremoto, “Fam/Famine” é uma jam no black lodge de Twin Peaks e “Anthem For No State, Pt. II” é um passei na corte do Robert Fripp.

O disco todo é composto, na prática, por quatro faixas, sendo que duas delas são dividas em três partes. A destruição e a ruína continuam sendo as imagens que nos vem à mente enquanto ouvimos a banda – formada por oito músicos e mais um projetista de imagens para os shows ao vivo – pôr em marcha um emaranhado de notas e acordes que nem sempre se correspondem, mas ajudam a dar vazão a uma agressividade doom. Mas apesar de toda a confusão, é o disco do Godspeed You! que mais lembra passagens de bandas do rock progressivo como Pink Floyd, King Crimson e Emerson, Lake & Palmer. Há muitas paisagens sonoras e, quando não estão mandando tudo pelos ares, há também busca por progressões de acordes harmonizadas e imaginativas.

godspeedyoublackemperor_2017

Luciferian Towers não tem letras, mas foi feito com discurso político. A banda anotou algumas grandes demandas que acompanham o registro: 1) fim da invasão estrangeira; 2) fim das fronteiras; 3) o desmantelamento total do complexo prisional e industrial; 4) reconhecimento da saúde, moradia, água e comida como um direito humano inalienável; 5) e que os especialistas imbecis que quebraram o mundo nunca falem de novo (talvez estejam falando de Trump, mas com certeza não só dele).

A partir dessas declarações de intenção, podemos ver que há um ressentimento da banda quanto ao(s) Estado(s), os governantes e também empresas. O peso de suas torres luciferianas de som poderiam, assim, ser a arma para enfrentar essas forças opressoras e libertar as pessoas, enfim, do estado calamitoso e atual das coisas. O álbum pode parecer apocalíptico, sim, mas as melodias deixam claro que é um apocalipse que nos leva a algo novo e, com sorte, menos conturbado.

Se o Run The Jewels 3 pedia que nosso mundo sofresse um reset, Luciferian Towers quer ver as estruturas ruírem e fazer nascer um novo jeito de governar e viver.

Anúncios

0 comentário em “Godspeed You! Black Emperor – Luciferian Towers (2017)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: